O último dia

Mais uma vez, andei sumida (ocupadíssima com reforma de casa, entre ontras coisas) mas nessa tarde chuvosa (e fria, apesar do verão) de São Paulo, quero dizer a vocês que estou alegre hoje. Nenhum motivo específico mas desde cedo estou rindo sozinha (nem sei do quê). Minha vida, como a de tanta gente, tem problemas sim (que não os têm?) mas acordei pensando que cada dia em que se acorda é uma vitória.


Não passei pelo drama de vencer uma doença grave (ainda bem), não perambulo pelas ruas atrás de uma marquise para me abrigar da chuva e do frio da madrugada. Ainda bem, que o que tenho é resultado de trabalho e que a vida ainda vai me proporcionar oportunidades de ser feliz, ao lado das pessoas que eu amo.


Espero que hoje, cada um de vocês reflita sobre sua própria vida e lembre-se de que hoje pode ser o último dia que você tem para dizer "Eu te amo" a alguém que está aí, ao seu lado.

Um beijo a todos!

1 comentários:

fernaux disse...

Concordo plenamente, em número, gênero e grau. A vida é tão melhor quando acordamos dispostos e animados, e lembramos que o que temos de mais precioso não está tão distante, as vezes está o seu lado.
Abraço Josy.

Blog Widget by LinkWithin